Dicas
Treinamento - Pré Temporada
10/01/2013

No começo de ano, é preciso preparar-se para o que vem pela frente. Confira as dicas para ficar inteiro durante 2008 e completar as provas que você sempre sonhou

 
Por Daniel Balsa
 
Após o período de férias, a retomada aos treinos. Esta fase de treinamentos, chamada de pré-temporada, é uma das partes mais importantes para você alcançar os resultados durante o ano. 
 
Ela te serve para recuperar parte do condicionamento físico perdido durante o período parado e também é primordial na preparação para os treinos focando as competições, quando aumentam as cargas de intensidade visando simular a realidade das provas.
 
O ideal é que durante sua pré-temporada seja priorizado os treinamentos com maior volume e menor intensidade para que você tenha um ganho de vascularização periférica (vasos sanguíneos nos músculos) e o aumento do número de mitocôndrias nas células, que realizam a troca de gás carbônico por oxigênio. “Conseqüentemente, isso melhora o Vo2 máximo, que é de grande importância nas provas de resistência”, falou Kim Cordeiro, diretor-técnico da BKsports.
 
Segundo o treinador, neste período o aumento do volume deve ser, em média, de 10% a cada semana, sendo que são três semanas de crescimento progressivo e uma de diminuição regressiva, reduzindo de 10 a 15% do volume, assim atingindo os requisitos acima – aumento da vascularização periférica e do número de mitocôndrias nas células –, facilitando e otimizando a performance no período competitivo. “Sempre lembrando que a intensidade fica em segundo plano neste momento”, alertou Cordeiro.
 
Entretanto, além de seguir a risca o planejamento de sua pré-temporada, você deve “ouvir o seu corpo”, para saber qual a hora de diminuir ou descansar, mesmo que isso não esteja em seu cronograma de treino. Faça pequenas alterações em sua planilha para absorver melhor todos os benefícios adquiridos neste período e potencializar seus resultados.
 
Complementos
 
Além dos treinamentos, é importante a realização de um trabalho de musculação, focando a prevenção de lesões, principalmente nas articulações e nos tendões, e no aumento dos níveis de força, auxiliando em um melhor rendimento durante os treinos. 
 
“Conseqüentemente, este trabalho ajudará na conquista por melhores resultados”, disse Nelson Guaranha, instrutor do Centro de Ciências em Educação e Reabilitação Física (CECERFI).
 
Além da musculação, a realização de testes no início de temporada é recomendada para que seja avaliada a condição física do ciclista. Entre estes exames, os mais indicados são: 
 
Eletrocardiograma de repouso e esforço – exame para diagnosticar possíveis anomalias no funcionamento do coração.
 
Teste ergométrico ou ergoespirométrico máximo – teste máximo de esforço, que avalia a capacidade máxima do organismo em consumir oxigênio e que detecta os limiares ventilatórios que podem ser utilizados para quantificar as intensidades do treinamento do atleta.
 
Teste de lactato – serve para quantificar as intensidades dos treinos baseado no nível de lactato no sangue. É um método mais moderno e muito utilizado por atletas de alto rendimento.
 
Fonte: Prologo

Comentários
INFORMATIVO
Receba as nossas novidades no seu e-mail.
Nome:
E-mail:

Clube de Ciclismo São José dos Campos
Avenida Lineu de Moura, 205 - Urbanova
CEP: 12 244-380 - São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 4104-0474
E-mail: contato@clubedeciclismosjc.com.br
Desenvolvido por: Varginha Online Tecnologia da Informação